TRANSPARENTE

Investimentos

Eficiência e participação

A OAB, por disposição legal, compartilha suas receitas com o Conselho Federal, a CAAB e o FIDA. Desta forma, apenas 68% das receitas são destinadas para a Seccional.

A seccional baiana destina, ainda, 3% dos recursos para a Escola Superior de Advocacia, restando 65% das receitas de anuidades para custeio da estrutura da Ordem e investimento na Advocacia.

 

Investimento na classe

Os recursos da seccional baiana da OAB são usados de forma equilibrada com o objetivo de proporcionar o melhor aproveitamento da capacidade financeira para a oferta de serviços e benefícios aos inscritos e também para promover a atuação institucional da entidade.

Parte da receita que fica com a OAB é utilizada para a manutenção das sedes e salas em todo o Estado. O investimento de construção e manutenção dos espaços e serviços faz parte do compromisso da seccional com o interior, ampliando muito a atuação e a presença da entidade no dia a dia de advogadas e advogados.

Além disso, a seccional apoia a efetiva participação da classe em comissões temáticas. São centenas de seminários, audiências públicas, congressos e reuniões. Isso sem falar em serviços efetivos para a proteção da advocacia, como a Procuradoria de Defesa das Prerrogativas, um órgão estruturado para atuar efetivamente sempre que uma advogada ou um advogado precisar ter suas prerrogativas profissionais protegidas.

Destacam-se ainda os investimentos em construção e reforma das sedes e salas em unidades do Judiciário em todos os cantos da Bahia, com mobiliário e equipamentos novos e modernos. De 2013 até 2018, foram mais de 23 milhões de reais investidos em Patrimônio.

 

*Os dados de 2019 foram contabilizados até o mês de junho. 
 

Uma das principais marcas da gestão financeira da Ordem na Bahia nos últimos quatro anos é a concepção de que os recursos disponíveis devem ser utilizados e não simplesmente acumulados. E esse uso dos recursos financeiros obedece à lógica do fortalecimento da classe, da defesa das prerrogativas, do enfrentamento da crise do Judiciário e da efetiva participação da entidade dos nos grandes debates travados pela sociedade.

Assim, após tantos investimentos, a OAB-BA acumulou um patrimônio em bens imóveis avaliado em mais de 75 milhões de reais, resultado do compromisso do órgão com a classe.